7 de fevereiro de 2017

Erasmus Darwin desenvolveu a teoria da Evolução muito antes do seu neto Charles Darwin.

Darwin não foi o primeiro a propor a ideia de que animais e plantas podem sofrer alterações com o passar do tempo. Seu avô Erasmus Darwin (1731-1802) escreveu um tratado sobre a evolução (Zoonomia), o livro baseava-se nas observações das mudanças ocorridas em animais durante o desenvolvimento, em plantas no cultivo, em animais na fase de domesticação, Erasmus também observou as semelhanças nos indivíduos de diversas espécies, e suas diferenças. Com estas observações, Erasmus Darwin chegou à conclusão de que a evolução existia.
Por muitos anos, Erasmus Darwin alimentou a ideia que de seus filhos dariam continuidades aos seus estudos. Dos três filhos de Erasmus, apenas Robert Waring Darwin sobreviveu à fase adulta. Mas ele dedicou-se a medicina, e estava longe de ser um pensador genial e rebelde naturalista.
Após a morte do Erasmus Darwin em 1802, sete anos antes de Charles Darwin nascer, Robert Darwin recebeu a herança cultural de seu pai. E ficou incumbido de cuidar como uma joia preciosa de família as teorias evolucionistas.
O pai do Charles Darwin lia para ele estrofes da Zoonomia, pois ele deveria seguir a tradição da família e continuar a obra de seu avô. Pressionado pelo pai, Charles Darwin continuou lendo “Zoonomia” de seu avô, e a “Magnum Opus Médica” que retratava sobre as leis da vida e a saúde. Charles as leu com simpatia e ficou cheio de admiração pelo seu avô.
Erasmus Darwin em seu livro levantou a hipótese de todos os animais de sangue quente descenderam dum único “filamento vivo”:
“…seria ousadia imaginar que todos os animais de sangue quente tenham surgido a partir de um filamento vivo, que a grande causa primeira dotou de animalidade…?” (Zoonomia, 1795, section 39, “Generation”)

Se você gostou do texto, aguarde que publicaremos um livro pela editora Schoba relacionado ao Darwin. O livro abordará temas polêmicos. Vai tirar o leitor da zona de conforto sobre quem é o pai da teoria evolucionista. Aguardem...

Referências.
DARWIN, E. Zoonomia. E Earle, Universidade de Michigan. 1818.

Um comentário: