7 de fevereiro de 2015

A ORIGEM DAS ESPÉCIES: DO PARADIGMÁTICO AO EPISTEMOLÓGICO.



Publiquei um artigo sobre o Darwin. Abaixo segue o resumo, se lhes interessarem, pode baixar o trabalho na integra.

RESUMO


“A origem das espécies” publicado em 24 de novembro de 1859 pelo inglês naturalista Charles Darwin (1809–1882), mudou o rumo da Ciência, pois quebrou o paradigma existente até então, onde a vida tinha sido criada a partir de um “Deus” na forma imutável e única. Este livro é o pilar da teoria evolucionista (espécies surgiram a partir de uma evolução) aceitas nos dias contemporâneos. Muitos professores lecionam o evolucionismo no Ensino Fundamental e Médio nas escolas brasileiras com base nos livros didáticos, muitos destes por sua vez apresentam erros conceituais, dificultando o ensino/aprendizado. Os livros didáticos dão exclusividade ao Darwin pela criação da teoria evolucionista. Outros naturalistas também tiveram uma parcela no desenvolvimento da teoria, inclusive seu avô Erasmo Darwin, mas nem todos precedentes a Darwin tiveram um destaque merecido. O livro “A origem das espécies” encontra-se algumas teorias ultrapassadas, devido o tempo da escrita ser mais de 150 anos, decorrente a este longo período, alguns conceitos estão fora de uso. Na história do ser humano, teorias inquestionáveis perpetuadas por muitos anos, e tidas como verdades absolutas, por exemplo, “Geocentrismo,” foram abandonados e deixados de lado. Nenhuma teoria pode ser considerada intocável. Segundo o professor Dr. Marcos Neves “todas as informações servem para construção da Ciência, de tempos em tempos pesquisas desestabilizam conceitos anteriores.” Buscou-se no projeto uma compreensão de teorias propostas por Darwin, e compara com as teorias aceitas nos dias contemporâneos, quebrando paradigmas enraizados no ensino brasileiro


Artigo na integra: http://www.webartigos.com/_resources/files/_modules/article/article_129423_2015020620350443be.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário